O Alienista
Autor: Machado de Assis
Editora: Germape
Número de Pags: 38
Nota:


Sinopse

Quem é louco? Esta é a questão proposta neste livro. Nessa narrativa, Machado de Assis conta a história do eminente doutor Simão Bacamarte. Dedicado estudioso da mente humana, o médico decide construir a 'Casa verde' - um hospício para tratar os doentes mentais na pequena cidade de Itaguaí. Machado conduz a sua história e defende que tudo é relativo e que a normalidade nem sempre é aquilo que a ciência e os fatos atestam de forma absoluta.


Desde o final do ano passado ando ouvindo muito mais sobre autores nacionais, e admito que pela primeira vez em muito tempo meu interesse por eles cresceu muito, a ponto de iniciar esse ano incluindo títulos do nosso país. E uma das minhas pesquisas me levou ao livro O Alienista. Essa obra foi citada diversas vezes por diferentes fontes, e eu finalmente peguei para lê-lo. E nossa, foi assustadoramente bom. Me impressionou de uma forma que eu não estava imaginando.


Esse livro fala sobre um médico renomado no reino, e que após estabelecer sua moradia no Brasil, abre uma casa para tratar das insanidades alheias, e devolvê-las curadas para a sociedade.

Em um ponto do livro, ele encontrou tantas pessoas loucas, que seu hospício parece ter mais residentes que a cidade, até que ele decide testar uma outra teoria. Que os loucos não são aqueles que possuem a conduta distorcida, mas sim aqueles que seguem a linha, por assim dizer. Aqueles que são honestos, leais, modestos, e eu simplesmente achei brilhante.

Ele te manda um tapa na cara, nos fazendo refletir que talvez o que achamos ser loucura e absurdo, na verdade, pode ser completamente normal. Que ser desonesto é normal. Que mentir é normal. Quer dizer, quem pode dizer o que é ou não é loucura dentro da nossa sociedade? Será que o que pensamos ser loucura não é uma linha certa? Ou será que o mundo está repleto de insanos, mas apenas nos adaptamos e nos tornamos mais um dos muitos loucos que caminham por ai? Ser normal é anormal?

Esse livro é simplesmente genial. Fui surpreendida positivamente por ele. A leitura no começo foi lenta, confesso. Esse tipo de escrita romanceada de antigamente estava enferrujada para mim, e enganchar no livro levou um tempo. Mas eu gostei muito dele, gosto de livros que te fazem refletir, que criticam pontos de vista e te abrem os olhos para enxergar as coisas por ângulos que você ignorava até agora.

Onde comprar: Amazon | Saraiva |Cultura |Submarino

E vocês, já leram? Comente aqui o que acharam e até a próxima! :)

Deixe um comentário