[Leitor Curioso] Entrevista com o autor Raphael Miguel



Olá queridos, como estão? 

A entrevista de hoje é com o Raphael Miguel, autor dos livros "Acido e Doce" e "Planeta Brutal". Inclusive já saiu resenha do segundo livro que esta pra lá de incrível, a Raquel conta tudo pra vocês aqui!


Conhecemos o Raphael em um dos lançamentos do "Planeta brutal" aqui em São Paulo e desde então estávamos ansiosas para trazer essa entrevista, pra vocês conhecerem a pessoa incrível e pra frente que é o Raphael. Sem delongas vamos a entrevista!

Já tem planos para as próximas obras?

Sabe, me orgulho muito de sempre estar produzindo. Ideias fervilham quase que diariamente e é um desperdício não tentar transportar para o mundo real. Claro que a vontade é escrever (e publicar) tudo, mas preciso manter o pé no chão.

Sim, já tenho planos para as próximas obras e incluem a publicação de OS SUPREMOS ainda este semestre. Será uma coletânea de super-heróis brasileiros originais que publicarei com a Editora Coerência e com a participação de mais três outros autores que admiro muito: Jadna Alana (A Princesa de Ônix), Jefferson Andrade (O Confronto dos Imortais) e Renata Maggessi (O Canto da Cigarra).

Também, a curto prazo, estou verificando a possibilidade de adiantar a publicação da continuação de ÁCIDO & DOCE para este ano. Por fim, preciso mencionar a publicação da antologia que tive a honra de organizar, PLAY LIST, que deve sair até maio. Espero que 2018 seja um ótimo ano.


Como os leitores podem adquirir e saber mais sobre seus trabalhos?

Acho que o autor alternativo tem que estar em várias plataformas ao mesmo tempo para ser minimamente lembrado. Geralmente, posto divulgações do meu trabalho no facebook e interajo com leitores. Meus livros estão todos distribuídos por aí e, com alguma sorte, podem ser encontrados fisicamente na Saraiva, nos sites das respectivas editoras, comigo e em e-book em diversas plataformas digitais, como a Amazon.


Nós reparamos que sua família te apoia muito, você acha que esse apoio é essencial para sua motivação?

Essencial! Já é muito difícil se destacar e ser perseverante na cena literária atual. Sem apoio, a tendência é o fracasso total. Por isso que é tão importante ter pessoas queridas ao meu lado, é o que me dá forças, o que sustenta meu sonho e alimenta a obstinação.


Entre seus livros, qual é seu favorito e qual sentiu mais dificuldade para escrever? Por que?

É tão difícil responder a esta pergunta. Haha. Seria como que escolher um filho preferido. Haha. Cada um tem sua importância ímpar, seu momento, seus méritos e até decepções. Acho que é o que acontece quando nos deparamos com uma carreira mais abrangente. Não quer repassar a pergunta aos leitores?

O LIVRO DO DESTINO me inseriu no universo literário e trouxe várias conquistas. ÁCIDO & DOCE é, sem dúvida, o título de maior repercussão até agora, acabou angariando muitos leitores, trazendo premiações e destaques; 5 (CINCO) foi uma surpresa para mim, abrindo novos horizontes e também conquistando espaço; já PLANE TA BRUTAL inaugurou uma nova fase em minha carreira, com o enredo mais ambicioso que já publiquei até hoje e abordando temas complexos.

Mas não vou fugir de sua pergunta, vou encarar com coragem. Se é para escolher só um, vou fechar os olhos e mencionar ÁCIDO & DOCE . Por tudo que significou na minha carreira, pelas portas que abriu, pelos leitores que conquistou, pelos prêmios que ganhou, além do enredo que adorei escrever e revisitar incontáveis vezes. Para ser justo, acho que até mesmo a continuidade de minha carreira devo a este livro, as publicações de 5 (CINCO) e do PLANE TA BRUTAL só foram possíveis pela ótima recepção do ÁCIDO & DOCE.

Sobre o mais difícil de escrever, não vejo como uma dificuldade, mas sim como mais trabalhoso. Este foi o PLANE TA BRUTAL, por ter trazido todo um contexto distópico, núcleos próprios e personagens mais complexos.


Como foi seu inicio no mundo literário?

Antes de ingressar de vez no mundo literário, procurei me informar para saber onde estava me “enfiando”. Já sabia que não seria fácil e precisava de certa bagagem para não ser surpreendido no meio do turbilhão que é o mercado editorial brasileiro. Vejo que muitos outros autores acabam sendo engolidos exatamente por não saberem como as engrenagens funcionam. É um mundo muito competitivo. Parece que não, mas é.

Então, comecei aos poucos. Participando de algumas antologias de contos e poemas sobre diferentes temas, buscando variar o repertório e sentir o primeiro contato com os leitores. Quando dei por mim, estava tão envolvido e inserido naquela loucura que apostei em publicar o primeiro livro solo, O LIVRO DO DESTINO. Nunca me arrependi e minha vida não teria sentido longe disso tudo.


Seu último livro lançado é uma distopia que se passa em território brasileiro. Como foi pensar nesse futuro do planeta?

Bem, a verdade é que toda essa conversa sobre o fim do mundo me fascina (e muito). A humanidade sempre tentou adivinhar como tudo irá acabar e esse tipo de dúvida se perpetua, sabe. E é um assunto que nunca “sai de moda”. Quer dizer, até mesmo as mais antigas civilizações e religiões trazem esta preocupação. E foi através deste fascínio que surgiu a espinha dorsal do PLANE TA BRUTAL. 

A preocupação com o apocalipse move muitas pessoas e isso é notório na atmosfera do livro. Brincar com distopia é um pouco perigoso, pois mesmo levando em consideração tratar-se de um braço da fantasia, ela pode ser mais próxima da realidade do que gostaríamos.

“Nós estamos onde começou o fim do mundo, Ike. Lembra-se do aquecimento global? Nós vivemos o auge do fenômeno que transformou o lugar onde estamos em um imenso deserto. Mervil diz que havia uma floresta tropical onde agora é um deserto! Dá para acreditar que isto aqui foi uma floresta tropical? ” – Página 83; Capítulo 11 – A Ronda.


Você é daquelas pessoas que tem um horário especifico para escrever?

Por conta da minha profissão convencional, tarefas de casa e acompanhamento da família, procuro escrever sempre que possível, mas isso não é nada programado. Geralmente, é à noite que escrevo em meio às bagunças da minha filha. Haha.


Qual seu gênero literário favorito?

Minha formação é fantástica e clássica. Sempre gostei muito deste universo mais lúdico. Mas com o amadurecimento, meus gêneros favoritos passaram a ser drama e suspense, elementos que estão presentes em todos meus escritos.


Nas suas obras "Ácido e Doce" e "Planeta Brutal" as duas protagonistas são mulheres. Teve algo que o influenciou a ter protagonistas femininas?

Mulher é outro nível, né? Em primeiro lugar, penso que as mulheres são infinitamente superiores aos homens em tudo, o que as torna também infinitamente mais interessantes. O universo feminino é complexo, cheio de pensamentos e ações que moldam as realidades de quem com elas convivem e foi assim que quis explorar a garra de personagens fortes e marcantes que não têm receio de mostrar a potência máxima durante a narrativa.

Eveline (ÁCIDO & DOCE ) e Kaiara (PLANE TA BRUTAL) são bem diferentes entre si, mas ambas trazem a mesma força dentro delas. Muito orgulho em ter essas meninas super poderosas em meu repertório.


O que você acha do mundo editorial brasileiro? Você encontra muitas dificuldades na hora de publicar e vender suas obras?

É um mundo complicado, às vezes desestimulante. Existe muita disputa velada dentro da cena, picuinhas e armadilhas que podem ferir de morte os mais desatentos. Particularmente, prefiro fazer meu trabalho, continuar a luta de forma honesta.

As dificuldades existem e parte delas vem por conta da falta de costume do brasileiro em exercitar a leitura. É complicado fazer com que os leitores se interessem em apostar em um livro nacional, mas há quem diga que sem lutas não há vitórias. Continuemos com a obstinação.


Como você lida com as críticas? Fale como elas influenciaram e influenciam na sua carreira literária.

Críticas são necessárias e fundamentais nesse ramo. É a temperatura do trabalho de quem dá a cara a tapa ao público e sonha em ver seu trabalho ser reconhecido. Obviamente, existem aquelas que são direcionadas só para ferir o autor, mas é preciso saber separar o joio do trigo. Em geral, as críticas são sempre proveitosas e ajudam o escritor a crescer e a ver se algo está errado e que pode ser corrigido.


Estamos acabando! rs Mais uma vez, gostaria de agradecer por esta oportunidade de conhecê-lo, é sempre um prazer saber mais de um autor que prestigiamos. Você tem algum recado para seus leitores, ou futuros leitores?

Agradeço demais pelo convite por esta entrevista e obrigado pela oportunidade em falar com seus leitores. A cena da literatura brasileira alternativa está fervendo e penso que este seja o momento oportuno de buscarmos expandir nossos horizontes. Quem quiser me procurar nas redes sociais para um papo ou saber mais sobre meus projetos, será bem recebido. Prometo! Fiquem de olho nas novidades e mantenham a obstinação.

Ficamos muito felizes de ter essa oportunidade de trazer um pouco desse autor tão carismático, cheio de desejos e sonhos e muita, mas muita mesmo, garra para conquistar seu espaço nesse nosso universo literário!

Acompanhe o autor nas redes sociais: 

Saiba mais sobre seus livros:

Planeta Brutal Clique aqui.

Acido & Doce Clique aqui.

O Livro do Destino Clique aqui.


Espero que tenham gostado da entrevista, deixem nos comentários o que acharam e citem autores que vocês gostariam de ver entrevistas aqui no blog! Conto com vocês!



Um até logo e beijos de luz!
   

48 comentários

  1. Eu e minha irmã somos aspirantes a escritoras, ela leva bem mais a sério do que eu porque estou estudando para o Enem. Eu não sei porque o medo de enfrentar o mercado editorial me para, e isso é péssimo porque não sei lidar com as dificuldades da escrita ainda. Só que ao ver essas entrevistas meu coração se enche porque cara, olha aí um escritor nacional realizando o sonho dele, é o que penso. Espero que nós duas consigamos seguir nossos sonhos apesar das dificuldades como o Raphael fez! Não conhecia o autor, mas o livro dele já está na minha lista de desejos para eu conferir! Entrevista toppen Ritch!

    Beijos da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Yana! Fico muito feliz que a entrevista do Raphael tenha servido de inspiração para vocês! É um meio difícil mas tenho certeza que com persistência e animo vocês também irão inspirar outras aspirantes a escritoras <3

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Oie!

    Adorei a entrevista! O Raphael é super simpático e também mostrou algumas partes da realidade do mercado editorial, que por sinal não é nada fácil. Ele tem razão quanto a ter muita picuinha e disputa. Hoje em dia pode ter se tornado mais "fácil" publicar um livro, mas os desafios que vem junto da publicação e principalmente da editora e do valor gasto são grandes. E realmente, apoio familiar é essencial, fico feliz de ver que o Raphael tem apoio até de sobra, já que já vai pro terceiro livro! Hahahaha. Fiquei super curiosa com Planeta Brutal, gosto muito de distopias! Sucesso pro autor!

    xx Carol
    Vai rolar Booktour do meu livro O Poder da Vingança, vem participar!
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! O Raphael é uma pessoa incrível e a entrevista com ele foi sensacional! É muito bom conhecer um pouco do autor e saber da realidade que eles vivem para os livros chegarem nas nossas estantes! Os livros deles são muito bons e não para de chegar livro novo, se tiver a oportunidade, não vai se arrepender!

      Obrigada pela visita e pelo convite do Book Tour!

      Excluir
  3. Olá!

    Que entrevista gostosa de ler. O autor parece ser muito carismático e humilde também, impossível não gostar logo de cara. Não o conhecia, mas fiquei curiosa para conhecer suas obras.
    Parabéns pela entrevista!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda! Fico feliz que tenha gostado da entrevista e ela tenha te apresentado as obras do Raphael, espero muito que goste das leituras!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Olá, eu conheço os livros do autor, mas não sabia nada sobre ele. Achei a entrevista muito interessante e gostei bastante de conferir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beatriz!Fico feliz que tenha gostado da entrevista com o Raphael, aqui no blog sempre temos entrevistas muito legais com autores nacionais, volte mais vezes!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Lendo a sua entrevista fiquei muito curiosa em conhecer os livros do autor, gosto muito de saber mais sobre eles e o sobre o processo de escrita.

    Beijos e Abraços VIVI
    http://vickyalmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vivi! É muito gostoso saber o processo por trás do livro, e ninguém melhor para contar pra gente do que o próprio autor neé!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  6. Como o Raphael é simpático. Não conhecia o seu trabalho e adorei conhecer um pouquinho mais aqui =D. Sucesso <3


    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Clayci! Ele é mesmo muito simpático!

      Obrigada pelava visita!

      Excluir
  7. Não conhecia o autor nem os livros dele, mas achei as respostas para as perguntas bastante incisivas. Muito legal conhecê-lo dessa maneira.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mari! Fico feliz que tenha gostado de conhecer o Raphael, vai amar as obras dele!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  8. Não conhecia o autor, então achei ótima a entrevista, pois puder saber um pouco sobre os livros e sobre a carreira do Raphael. Fiquei interessada em Planeta Brutal, pois amo distopias.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nilda! É sempre bom conhecer um autor novo que escreve um gênero que amamos, espero que tenha a oportunidade de fazer a leitura de Planeta Brutal!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  9. Oiiee

    A entrevista ficou ótima, acabei de ver uma resenha de PLaneta Brutal e fiquei curiosa pra conferir essa distopia, aprece ser muito bem feita.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alice! Fico feliz que tenha gostado da entrevista e se interessado pelo livro, é uma leitura muito boa, recomendo!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  10. oi! Que autor interessante! Adorei sua entrevista <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Que bom que gostou!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  11. Bacana saber que tem mais coisa desse autor vindo por aí, eu não o conhecia e nem suas obras, me pareceu muito simpatico e só de saber que ele tem protagonistas mulheres já ganhou muitos pontos comigo haha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dayhara! O trabalho do Raphael é incrível, espero que tenha a oportunidade de ler um dos livros dele!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  12. Olá!
    Acho muito legal poder conhecer autores nacionais através de entrevistas, não conhecia o autor nem sua obra. Muito sucesso pra ele!
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luci! Espero que tenha gostado de conhecer o Raphael através da nossa entrevista!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia esse autor e nem seus livros, mas a simpatia dele é algo que cativa qualquer pessoa. Vou dar uma olhada na sua resenha e ver se adquiro <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kah! Ele é muito simpático mesmo né.. Espero que goste da nossa resenha e tenha a oportunidade de ler o livro do Raphael!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  14. Gostei do autor, me identifiquei com ele. Pelos planos dele, 2018 será um ano de realizações. Dos livros dele o que tenho visto destaque em Planeta Brutal e concordo com ele, mulher é outro nível. Espero poder ler alguma das obras do Raphael. Sucesso a ele.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Podemos acompanhar muito projetos do Raphael agora.. tem tanta coisa legal saindo <3 Espero que tenha a oportunidade de ler alguma obra do autor, pois são ótimas!

      obrigada pela visita!

      Excluir
  15. Infelizmente não conheço as obras do autor, mas gostei muito da entrevista. Suas respostas reforçam as dificuldades enfrentadas por um escritor e sua batalha para conseguir reconhecimento. Desejo muito sucesso ao Raphael!!

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidália! Sim, o Raphael foi bem sincero quanto ao mercado editorial na entrevista mas o mais legal é que isso não desanima ele! Desejamos sucesso!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu já ouvi falar de algumas obras do autor, mais especificamente Acido & Doce e Planeta Brutal, mas confesso que nenhum dos dois livros atraiu minha curiosidade. Não conhecia os outros dois, mas vou procurar saber mais sobre elas.
    De qualquer forma, gostei de ler a entrevista e saber um pouco sobre a trajetória do autor e a perspectiva dele sobre o meio literário.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mari! Fico feliz que tenha gostado na entrevista que fizemos com o Raphael, espero que tenha a oportunidade de conhecer as obras dele e quem sabe mudar de opinião!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  17. Oi, tudo bem?
    Que interessante a entrevista, não conhecia o autor, mas já gostei dele! Gostei muito da postura dele em relação a concorrência e mercado editorial, e da sinceridade também! Me pareceu ser um profissional muito ético e isso é bom! Sucesso para o autor e para o blog também!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sophia, tudo sim e com você?
      Fico feliz que a entrevista tenha te apresentado um autor novo e de caráter tão bom, espero que tenha a oportunidade de conhecer as obras dele!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  18. Olá!Tudo bem?
    Creio que li aqui a resenha de Planeta Brutal e gostei bastante do que li,adoro distopias.E conhecer mais sobre o autor é fascinante conseguimos ter uma proximidade maior com eles e entender um pouco do mundo criado.
    Achei ele muito simpático e alegre pela entrevista.
    Espero conhecer futuramente seus trabalhos.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thalia! Fico feliz que tenha lido nossa resenha e mais ainda por ter gostado do leu! O Raphael é um autor incrível, e suas obras valem a pena conhecer!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  19. Olá!
    Já tinha lido resenhas sobre esse autor e fiquei bem interessada em algumas obras que pretendo ler em algum momento. O apoio da família sem dúvidas faz a diferença e dá aquele incentivo pra muitas autores continuarem a trilhar seus caminhos.
    Adorei a entrevista.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila! Fico feliz que tenha gostado da entrevista, espero que goste da obra do Raphael!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  20. Oii! Parabéns pela entrevista, achei bem legal saber mais sobre o Raphael! Eu só conhecia o livro Ácido & Doce e fiquei curiosa para conhecer as outras obras que ele criou, principalmente Planeta Brutal. Obrigada pela dica, bjss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jennifer! Espero que goste muito das obras do Raphael assim como gostou da entrevista com ele!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  21. Oie!
    Adorei a sua postagem a entrevista. Eu não li nada do autor ainda, mas tenho um livro dele em casa para ler - Planeta Brutal.
    Fiquei muito contente por ele ter dito que Os supremos é seu próximo trabalho, pois adoro a escrita da Jadna e acho que será muito interessante.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna! Quando tiver um tempinho leia Planeta Brutal, acho que vai gostar! Estamos ansiosas pra Os supremos e vamos ver os projetos futuros com muito entusiasmo também!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  22. Conheço o autor e suas obras, mas não li nenhuma delas ainda. Adorei a entrevista e ainda mais por saber que o autor tem muitas ideias para próximos livros.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rose! Fico feliz que tenha gostado da entrevista!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  23. Ahhh, que lindo!
    Fico maravilhada em conhecer mais do universo dos escritores. Amei conhecer o Raphael e fiquei de olho no livro Planeta Brutal, além desse novo sobre hérois brasileiros. Parece que vai ser bem interessante. Vou acompanhá-lo pelo Intagram para ficar por dentro de tudo.
    Beijos
    https://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mirelle! É muita coisa interessante e diferente nas mãos do Raphael néé.. Espero que goste das obras dele!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  24. Olá!
    Não conhecia o autor, essas entrevistas são ótimas para nos aproximar de novos autores, como não conheço suas obras irei pesquisar. Muito legal ver que a família apoia o sonho do Rafael, acho que a família é essencial para os nosso sonhos se tornarem real, é um combustível.. adorei a entrevista! Sucesso!

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tahis! Também gosto de entrevistas pelo mesmo motivos, é sempre bom conhecer os dois lados, não só o livro mas toda a trajetória por trás! Fico feliz que tenha gostado da entrevista!

      Obrigada pela visita!

      Excluir