[Resenha] Exército de Imortais - Glauco J. S. Freitas


Olá queridos leitores! Como estão??

Vim fazer uma resenha de uma fantasia maravilhosa! Ela foi lançada pela editora Pendragon, do autor Glauco Freitas



Nota: 

Resumo:
Amaldiçoado pela gigantesca cobra de fogo, Mboi Tatr, o reino de Akakor há séculos vive em uma guerra desigual contra criaturas ferozes e imortais. Com pouca esperança, seus líderes não sabem que estão sendo traídos por um grupo que busca incansávelmente ver a segunda maldição de Mboi Tatr se concluir: a de que voltaria a vida para consumir o mundo em chamas. Mas, o mestiço Räel, um encantador de flechas, ao descobrir o plano macabro, sai no encalço do grupo a fim de impedí-los, para isso colocará sua vida em risco quando poderes muito maiores que os seus entram no conflito.



No começo, havia apenas o rei Mboi Tatr, e sua rainha, Ciy. Eles tiveram três filhos, que habitavam a Terra, antes do surgimentos da raça humana. Quando os humanos começaram a povoar, eles se sentiram ameaçados, e travou-se uma guerra. Os humanos conheciam a magia, e por isso a guerra foi perdida pelo rei, que adormeceu para recuperar seus poderes. Quando acordou, sua rainha o havia traído e dado cria a três outros filhos, chamados de Filhos da Noite. Em sua fúria, Mboi Tatr matou a rainha, e mais uma vez reuniu seu exército para aniquilar de vez os humanos. Eles, que haviam esquecido quase todo o conhecimento de magia, pediram ajuda aos Filhos da Noite, que prontamente ajudaram em vingança pela morte de sua mãe, a rainha. Mboi Tatr vencido mais uma vez, antes de ir, amaldiçoou os filhos da noite, e fez com que seus filhos se tornassem imortais, revivendo a cada vez que o dia batesse meia noite, antes de prometer que voltaria. E é nesse cenário que a nossa história se passa.





História:
O enredo foi bem estruturado, foi a segunda história esse ano onde um arqueiro é o personagem principal, e sinceramente, foi maravilhoso! Afinal é a classe do rpg que eu mais gosto, então foi legal ver o foco neles, no seu treinamento, em sua forma de pensar. Achei que o livro foi focado em três pontos principais: no treino das duas novas aprendizes de Räel, na briga na Torre e na descoberta do que estavam tramando. Não consegui ter uma noção real do que estava acontecendo, exceto de que alguém estava ameaçando os humanos de novo. Talvez eu esperasse um pouco mais de explicação sobre isso. Tirando essa parte, que espero que se resolva no desenrolar dos próximos livros, foi uma linha de raciocínio bem construída, com ação, aventura e um plot twist no final que foi muito bom, não estava realmente esperando por ele haha. 

"- Um arqueiro ser discreto não tem nada a ver com as cores em sua roupa. Se ele precisa usar branco na neve, então ele é um arqueiro de merda." Pág 63



Personagens:
Os personagens do livro são muito carismáticos. Räel é meio grosso, mas não é uma pessoa ruim. Ele as vezes parece ter uma idade mais elevada do que aparenta, embora outras vezes pareça ser uma criança. As duas irmãs que resolveram largar a magia por se acharem ruim, embora sejam da realeza, têm muita força e determinação para seguir um treino rigoroso como o de arquearia, mesmo com todas as facilidade que Räel deu a elas. Um outro personagem que eu gostaria muito de ver mais sobre é Yrael, ele é misterioso e apesar de ser educado e polido, fico em dúvida de que lado ele realmente pende. Acho que ele tem muito potencial que possa ser trabalhado, eu particularmente gostaria de ver mais sobre ele nos próximos livros.




Mundo: 
Eu gostei bastante do mundo criado. Achei muito interessante o fato do autor ter incorporado algumas coisas do folclore nacional aos personagens para criar o mundo. Consegui ver muitas características enquanto lia, foi muito legal. Fiquei um pouco perdida nas cidades, quem reina onde, mas acho que mais para a frente vou acabar me acostumando. Assim como todo livro de fantasia, demora um pouco se situar em um mapa diferente haha. 

"Aquilo tinha sido meramente uma experimentação do exército inimigo e o pior ainda estava por vir. Se seus aliados tremiam diante daquilo, a morte era certa." Pág 208



Diagramação:

Bom galera, como vocês podem ver nas fotos, a edição está um capricho só. Eu adoro as edições da Pendragon, eles fazem edições maravilhosas e você percebe o carinho só de ter uma nas mãos. A capa é com vários tons de verde, com desenhos discretos mas que são muito compatíveis com a história. O título e o símbolo do nosso protagonista vem em um amarelo, e nada poderia ser mais brasileiro do que isso.

Por dentro a diagramação é bem espaçada, e apesar de ter alguns errinhos, não foi nada que incomodasse na hora da leitura.




Considerações finais:

Apesar de eu ter encontrado um pouco de dificuldade no começo para me conectar com os personagens, vi que houve uma evolução na forma de mostrar suas emoções e pensamentos, foi muito bom no final. O fato de vilões que eu mal imaginava existirem só me fez ter mais vontade de ler o próximo livro e saber o que afinal, está acontecendo.

Glauco conseguiu com mostrar neste livro um mundo tomado por uma constante ameaça, que nunca descansa, monstros construídos em uma base familiar, mas tão esquecida por nós. Personagens fortes e destemidos que, mesmo com suas diferenças, conseguiram se unir para combater uma ameaça maior. Se você procura por uma fantasia com batalhas, tramas misteriosas e reviravoltas, aconselho muito a leitura do Exército de Imortais.






E é isso pessoal! Se quiserem adquirir esse livro, ele está disponível no site da Pendragon, é só clicar aqui!

Até a próxima, e tenham ótimas leituras!

15 comentários

  1. Olá Raquel, tudo bem? Suas fotos desse livro ficaram lindíssimas mesmo, tenho certeza que você gostou muito da história para ter caprichado tanto assim, néh? Lendo a sua resenha fiquei muito interessada em ler o livro principalmente, por causa dos treinamentos amo ler sobre eles e como as pessoas mudam depois que passam por treinamentos pesados. Também gosto de livros com arqueiros e muita aventura.
    Linda resenha!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  2. Acho que é bem notório o fato de eu amar literatura nacional, certo? Quando se trata de ficção/fantasia então, eu simplesmente surto hahah.
    Ainda não conhecia essa história, mas confesso estar bem interessada em tirar minhas próprias conclusões, pois quero me sentir exatamente como você ao ler ^^ Adoro livros com aventuras que nos fazem muitas vezes perder o fôlego!

    xoxo
    www.foradocontexto.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que fotos maravilhosas! Adorei a resenha, gosto muito de ficção/fantasia, acho que eu fico mais com centrada do que outros tipos.É maravilhoso vê autores nacionais, que tem tão poucos espaço. <3


    Bjs
    http://nossoencantobl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela descrição e pelas fotos, muito bem criadas. Fiquei com duas dúvidas: 1. "No começo, havia apenas o rei Mboi Tatr, e sua rainha, Ciy. Eles tiveram três filhos ...". De onde vieram os demais? 2. "... antes do surgimentos da raça humana. Quando os humanos começaram a povoar ...". Como surgiram os humanos? Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Parabéns pelas fotos só de velas me deu vontade de ler o livro , juntando ainda com o resumo .

    beijos

    https://gabbyteensilva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Parece bem legal. Gostei mais ainda das fotografias. :)

    ResponderExcluir
  7. Para quem gosta do gênero fantasia/aventura esse livro é uma ótima pedida. Acho que daria um grande filme ou série. As fotos estão lindas e muito condizentes com o clima da história, adorei.

    ResponderExcluir
  8. Lembro da resenha que você fez do primeiro livro e que tinha algumas ressalvas sobre ele, no entanto pela resenha de agora, parece que a história está se revelando numa narrativa maravilhosa e por isso fiquei curiosa, lembro-me também de você ter falado sobre folclore nacional o que me deixou interessada, afinal tenho pouco contato com livros nessas características. De fato, a diagramação desse livro é lindaa, suas fotos realçaram a beleza deles <3

    Beijos da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderExcluir
  9. Oi, Raquel, tudo bem?

    O interessante do livro já começa pela capa né? Que luxo! <3

    Gostei da premissa também e apesar de ser muito diferente do que gosto de ler, fiquei tentado a ler esse livro também. Me deixou bem curioso e eu não conhecia.

    Bjão,
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.vidaeletras.com.br

    ResponderExcluir
  10. Um livro muito legal. Gostei bastante do enredo e os personagens que também são impactantes. Também gosto quando os arqueiros tomam o protagonismo. Me interessei bastante! Boa resenha.

    ResponderExcluir
  11. Oi Raquel, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas já fiquei bem curiosa depois de sua resenha. Sou apaixonada por fantasias e esta parece que o autor soube conduzir e explicar muito bem o mundo que criou, assim como basear a história e seus personagens. Sua resenha está maravilhosa e me deixou ansiosa. Vai para a minha lista!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Uauuuuu Quel que livro mais irresistível!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Raquel, parabéns pela descrição. Seu txt ficou bem explicativo, e aguçou minha vontade de ler o livro em questão! :)

    ResponderExcluir
  14. Amoooo fantasia e mundos como esse me fascinam. Não conheci esse livro, e á quero ler para saber onde isso tudo deu. Como eles se viraram sendo meros humanos. Curiosaaa demais. ótima resenha, ficou bem dividida e explicações maras e limpas.

    ResponderExcluir
  15. Esse é o tipo de livro que leria só pela capa. E a medida que li sua resenha senti a história um pouquinho fraca, ou pode ser impressão minha. Falta mais aprofundamento nos personagens e essa é uma das coisas que me perdem em um livro, mas apesar de perceber isso, ainda daria/dou uma chance a ele. Vamos esperar que tudo melhore nos próximos volumes, né? Essa edição realmente está lindíssima <3

    Beijos,
    https://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir