[Resenha] Canção das profundezas - Uma antologia dark fantasy sobre sereias

Hey meus queridos, vocês também adoram ou adoravam o mito das sereias? Seres míticos metade humano e metade peixe, de uma beleza singular e um canto hipnotizaste, capazes de enfeitiçar e trazer os humanos para as profundezas do oceano. Elas permeiam o imaginário e já tomou diversas formas, e vou falar um pouco sobre o que eu li nessa antologia sombria e mortal da Editora Xeque-matte.

Resultado de imagem para canção das profundezas
Canção das profundezas - Uma antologia dark fantasy sobre sereias
Organizador: Helena Dias
Editora: Xeque-matte
Ano: 2018
Número de páginas: 139
Adicione no skoob

Sinopse

As vozes... Elas estão vindo do mar!
Pelas águas obscuras, existem criaturas que nunca dormem. Ressoando do abismo, a sedutora melodia atrai todos que cruzam seu caminho de forma cruel e impiedosa.
Com a delicadeza de uma flor e a brutalidade de um demônio, as sereias encantam homens e mulheres com suas vozes amaldiçoadas.
Os contos desta antologia narram os mais belos e mortais relatos sobre almas que sucumbiram a CANÇÃO DAS PROFUNDEZAS.

O que eu achei

Antologias são sempre uma surpresa. Eu já pego imaginando que irei conhecer muitos autores de que vou gostar, e outros que já ouvi falar o nome mas nunca peguei realmente algo para ler, e com essa não foi diferente.

O mito sobre as sereias é um dos que eu mais gosto, imaginar que nesse vasto oceano habitam seres diferentes, fascinantes e mortais. Nesse livro encontramos diversas histórias sobre o encontro de várias pessoas com esses seres, alguns narrados por eles mesmos, outros por conhecidos. Todos mostrando o poder e o terror que o desconhecido pode causar. Por ser uma dark fantasy, é muito claro que poucos ali sobreviveram, e os que conseguiram, com certeza não estão em seu melhor estado.

Foi muito gostoso ver a versão de tantas pessoas sobre o mesmo mito, e como todos foram criativos ao me mostrar como eles mesmos imaginam estar cara a cara com sereias. Alguns eu gostei muito, outros já não batiam com a minha visão, e deixo aqui dois que foram meus favoritos:

"A pedra depois da curva" que fala sobre uma cidade amaldiçoada a ficar eternamente nas trevas, até que um dia a luz do sol banha aquele local, e deslumbrados, as pessoas se enchem de alegria, exceto Oliver, um garoto que se lembra bem do dia em que o sol desapareceu, e vai até o lago para averiguar esse estranho acontecimento.

"Uma vez a cada lua azul" que fala sobre uma sereia milenar de origem oriental que navega pelo mar, procurando por novas vítimas até que ela mesma acaba sendo atacada por um youkai ("seria a versão ocidental de demônios"), e decide se vingar dele. Todas as vezes que há lua cheia duas vezes no mesmo mês, ela ganha pernas e caminha pela terra, e esse é o momento perfeito para conseguir a sua vingança, que acabou se tornando mais doce do que ela imaginava.

Se para você as sereias não são como a versão musical e colorida da Disney, e imaginam o perigo e a fascinação, tenho certeza de que vai gostar muito desse livro!

Nota:
Link para compra: Editora Xeque-Matte


Vocês também adoram histórias sobre sereias? Me indiquem outras caso vocês conheçam, eu adoraria ler mais sobre!

E se vocês gostam do nosso conteúdo, não se esqueçam se nos seguir e nos acompanhar em nossas redes sociais, tem novidades no instagram quase todos os dias!

Até a próxima e tenham ótimas leituras!

Beijos,


2 comentários

  1. Histórias de sereias são sempre incríveis né! Parabéns pela fotos!

    ResponderExcluir
  2. Eu também não gosto da versão da Disney de sereias, e dark fantasy seria uma versão que eu ficaria muito interessada em ler. Sobretudo um livro de antologias que é diferente do livro em forma de romance. Adorei conhecer esse livro, Raquel

    Um beijo da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderExcluir